Integrantes da ACCS encontram em Santo Amaro Acervo com objetos pertencentes a antigos Engenhos

Na última sexta-feira, 09, com a orientação do professor José Roberto Severino, os alunos da ACCS (Atividade Curricular em Comunidade e Sociedade) juntos a alguns integrantes da Agência Experimental, foram até Santo Amaro a fim de continuar o projeto iniciado desde o início do semestre. Para isso, alguns grupos foram formados com o objetivo de resolver assuntos pendentes e visitar locais da região, obtendo conhecimento e experiências.

969107_450816405017210_1131973408_n

Foi realizada uma breve visita a lugares importantes da cidade, como a Rádio Comunitária Esperança, responsável em anunciar notícias da localidade; o Tele Centro que mantém um papel muito importante, aproximando os jovens à internet, mesmo que eles só possam fazer as pesquisas e atividades escolares no local. Também houve uma passagem pela Biblioteca Comunitária, na qual os jovens fazem pesquisas e afins.

O professor Severino tem como um de seus objetivos fazer um banco de memórias no local (com fotos, histórias da cidade) e colocar na biblioteca de Acupe. Várias pessoas foram mapeadas no lugar, sendo dona Joanice uma delas, filha de seu Cândido antigo pescador da região que falou um pouco de sua história, explicando também o sistema de pesca do qual eles possuem.

A Fundação Dom Avelar Brandão Vilela, juntamente com a Rádio Comunitária, realiza projetos que visam à melhoria da vida dos jovens de Acupe. A Fundação Dom Avelar também possui uma creche escola, onde as mães podem deixar seus filhos para irem trabalhar.

Dona Ernestina, italiana que está há 23 anos no Brasil, é coordenadora geral da Fundação, e em conversa com o professor Severino disse que o espaço existente na instituição poderá ser utilizado para a amostra do projeto realizada pelos alunos da ACCS, do banco de dados para os cidadãos de Santo Amaro. A atividade que será feita pelos alunos da disciplina será exibida para a população no fim da tarde do dia 06/09.

Por: Lorena Correia, Raylana Santos e Paula Trindade

 

Uma de nossas agenciadoras, Amanda Moreno, juntamente com outras pessoas da ACCS, foram para Santo Amaro buscar informações no cartório a cerca dos antepassados de Dona Joanice, para formar a sua árvore genealógica. Como o cartório agora é privatizado e possui uma burocracia fora do comum, não obtiveram sucesso.

 

As pesquisadoras ficaram sabendo do Professor Raimundo Arthur, um santa-mariense que possui um acervo arqueológico de documentos e artefatos encontrados em antigos engenhos na Grande Santo Amaro. O professor Raimundo, juntamente com o Dr. Lauro (médico que atende na cidade) foram pessoalmente buscar a maioria destas peças em fazendas, que são antigos engenhos de açúcar, e algumas foram doadas por moradores de Santo Amaro.

1000588_450817171683800_492516476_n

Raimundo fez um livro em forma de catálogo sobre 217 Engenhos de Cana de Açúcar na Grande Santo Amaro. Ele também escreveu outro livro, de maneira independente e também sem publicação oficial, com biografias de santa-marienses que se destacaram no Recôncavo, de 1800 até os últimos anos. No acervo independente intitulado de “Acervo do Centro de Referência de Santo Amaro” é possível encontrar objetos dos mais variados, desde geladeiras, televisores e máquinas de escrever do século passo, à carta de alforria de um escravo de Santo Amaro e tachos que eram utilizados nos engenhos.

935876_450816501683867_229998367_n

Relato de: Amanda Moreno

Comenta aí...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s