Sobre nós

A Agência Experimental de Comunicação e Cultura, sediada na Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia, foi criada em 2007 e tem como objetivo a realização de projetos a longo prazo, atuação em assessoria de imprensa a movimentos sociais e comunitários, promoção de cursos de capacitação à mobilizadores sociais, documentação e mapeamento de manifestações populares e comunitárias.

A AECC tem como pilares a comunicação comunitária e a responsabilidade social. Os projetos desenvolvidos pela agência não têm fins lucrativos, bem como não visam favorecer nenhuma entidade empresarial. Os agenciadores da instância são voluntários movidos pelo amor à cultura popular e à comunicação comunitária.
Para conhecer mais sobre os nossos projetos, acompanhe o nosso site e siga-nos nas redes sociais!

foto agenciadores

Conhecendo Agenciadores

Roberto Severino, orientador da Agência Experimental, é professor na Faculdade de Comunicação e no programa Cultura e Sociedade, do IHAC.

Doutor em História, Pesquisa Memória e patrimônio cultural, e o papel do audiovisual nas práticas de memórias. Coordena o Grupo de pesquisa Memória e Identidade (PósCultura/UFBA).

Brenda Roberta, graduanda em jornalismo, ingressou na Faculdade de Comunicação da UFBA em 2019.1, se tornando agenciadora em 2019.2.

Ama tudo que engloba arte, cultura e comunicação. Seu projeto favorito na Agência é a Campanha Conviver com Respeito,” É uma experiência enriquecedora, poder ir a campo e conhecer pessoas e suas diversidades.”

Iamany Santos, graduanda em jornalismo, ingressou na Faculdade de Comunicação em 2019.2 e se tornou agenciadora nesse mesmo semestre.

Possui interesse em escrita, literatura e cultura. Se sente ligada a todos os projetos da agência, uma vez que “Experimentar diferentes formas de comunicação e ter contato com diversos ambientes e pessoas, é extremamente enriquecedor e faz da agência um espaço de descoberta e evolução. “

Giovany Silva, graduando em Produção Cultural, ingressou na Faculdade de Comunicação da UFBA em 2019.1, se tornando agenciador em 2019.2.

Apreciador da Cultura Pop em geral, principalmente música. Seu projeto favorito na Agência é a Revista Jaé, “É um dos carros chefes da agência, e possibilita aos agenciadores aprendizado e principalmente, novas experiências profissionais e sociais.”

Pedro Gomes, graduando em jornalismo, ingressou na faculdade de comunicação da UFBA em 2019.1, se tornando agenciador em 2019.2.

Vê na música uma das melhores formas de expressão, até quando não se sabe ao certo o que exprimir. Seu projeto favorito é o Conviver com Respeito, por meio do qual pôde ter contato com diferentes vivências e experiências. “Cada pessoa tem histórias para contar, e a campanha é um espaço que a Agência oferece para exaltar essas pessoas”

Fabiana Passos, graduanda em Produção Cultural, ingressou na Faculdade de Comunicção da UFBA em 2019.1 e entrou na Agência Experimental no mesmo semestre.

Seus principais interesses são no audiovisual, nos idiomas e em direntes meios e linguagens que permitem à expressão. Seu projeto favorito na Agência é a Campanha Conviver com Respeito. ” A cada Campanha realizada, eu me sinto mais próxima do audiovisual, de pessoas e ideias que somente esse projeto me dá a oportunidade de conhecer e aprender.”

Júlia Lobo, graduanda em Jornalismo, ingressou na Faculdade de Comunicação em 2018.1. É agenciadora desde 2018.2.

Gosto de conhecer de tudo e, se puder, mais um pouco. A Agência é um dos lugares em que consigo experimentar outras vivências através dos projetos e aprender diversas formas de conhecimento, cultura e comunicação.